quarta-feira, 19 de junho de 2013

Manifesta-te, Brasil!


Ao longo desta semana, muitos Blogs que sigo falaram exaustivamente sobre as manifestações nas ruas do Brasil e do mundo {Se você tá por fora, POR FAVOR, leia os jornais!} Entre esses Blogs está o da Analu. Ela mora em CURITIBA! {Você tem noção do que é isso?} Curitiba passa a impressão de ser “a cidade perfeita”, diferente do restante do Brasil. Nunca pensei que haveria manifestos nas ruas dessa cidade!

Conforme ia lendo todos os Posts que conseguia, minha mente lembrava certos professores de história, geografia, português... cidadãos que, enquanto lecionavam, me ensinavam um pouco de como era ser gente nessa sociedade injusta e desigual. Eles sempre disseram que o Brasil só não mudava por culpa do povo que aceita tudo o que lhe é imposto, que não vota consciente e que não se une para lutar por seus próprios direitos e por um País melhor!

Realmente, o povo não sabe a força que tem! Ou, não sabia...

Confesso que o meu coração bate mais forte quando vejo meu povo se erguendo junto! Me dá vontade de ir! De lutar!

Já há algum tempo eu venho percebendo a necessidade de me posicionar quanto à realidade de nosso país, me colocar em um lugar que vá além de observar. Pensei até em começar a publicar coisas do tipo “APÓIO O MANIFESTO NAS RUAS!!!” nas redes sociais, mas acho que só falar, isso os políticos já fazem.


As palavras da Analu me confrontaram! Me fizeram relembrar os jovens que iam às ruas para manifestar-se pelo o impeachment de Collor, eles foram em busca de seu objetivo! Por tantas vezes eu já disse que queria ter nascido na época deles pra poder participar e agora que algo semelhante está acontecendo no meu tempo, eu PRECISO me posicionar.

Sei que tenho visto muitos ataques policiais contra os manifestantes aqui no Rio, São Paulo e BH. Ataques da pesada mesmo! Isso me deixou um pouco temeroso em comparecer, contudo eu não quero, no futuro, olhar nos olhos de meus filhos e netos e dizer que enquanto minha geração mudava o Brasil, eu estava dentro de casa assistindo tudo pela televisão.

Foto de capa do "The New York Times" de hoje 
Essa é a nossa vez! A NOSSA hora de lutar pelo bem da Pátria! Contar pra nossos filhos, netos e até bisnetos que estávamos lá e, se o Brasil realmente mudar, teremos parte nisso!

21 de junho é o dia da manifestação na minha cidade. Prometo compartilhar as impressões aqui no Blog. Vamos pedir a Deus que cumpra no Brasil a Sua vontade. Que o principado da Corrupção seja abalado e definitivamente destituído de nossa nação!

Estamos juntos!
#VemPraRua!

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Recordar é viver

Em março deste ano fiz uma incrível viagem para Londrina - PR. É que eu e muitos amigos que estudaram no CTMDT (que não é reconhecido pelo MEC) fizemos a convalidação à distância pela Faculdade Teológica Sul Americana, a fim de nos formar Bacharéis em Teologia.

Além de estudar, o que mais fizemos foi nos divertir. Esta semana bateu muita saudade daqueles dias, então, fiz uma pequena montagem com alguns momentos marcantes, onde alguém tinha uma câmera ou um celular na mão para registrar. Gostei do resultado e deu pra conter um pouco a saudade.


1. Marina, Dani, eu e Lucas em frente à loja da TIM {A música "Tô sem sinal da TIM" marcou nossa semana} | 2. Depois de centenas de tentativas, conseguimos uma foto com todos pulando. O céu estava perfeito aquele dia. | 3. Na Biblioteca, quando todos os trabalhos haviam acabado. Acho que por isso estávamos tão sorridentes (a Dani nem se fala!). | 4. Estudando, debatendo, conversando e fotografando.

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Um dia muito Especial

Hoje, fui com minha sobrinha Caren no centro da cidade! Foi a primeira vez que saímos juntos para resolver coisas de adultos. Fizemos muita coisa legal, cara!

No ônibus, compartilhamos as músicas dos nossos iphones celulares (de pobre mesmo), entre elas o CD da KT Tunstall (eu tô viciado, gente!) e o novo da Sandy ("Sim" - é o título do CD). Levei minha nova câmera pra tirar algumas fotos, mas teve um stress básico em algumas partes do passeio (culpa do dentista), aí acabamos deixando um pouco de lado. Interessante é que a foto mais legal foi a que tiramos no celular mesmo (Tô com cara de doente).


Ela foi, pela primeira vez, em um sebo (lugar onde vendem livros usados - e novos) e ficamos impressionados com tudo o que vimos! A coleção completa do Harry Potter abandonada por algum dono... Tinha diversas versões, vários idiomas e só de tocar nos livros de capa dura, já nos sentimos felizes! Os preços estavam super em conta! Queria ter ido no sebo antes de comprar minha coleção em português na Internet. Agora já era!

Entre tudo o que fizemos (dentista, MC Donald's {pra variar}, os consertos de nossos computadores {o meu estava com um problema no teclado} e ter ficado R$250,00 mais pobre), foi muito bom passar esse tempo juntos.

Mostrei pra Caren os lugares onde frequentava quando trabalhava no Centro do Rio, entre eles a Central (e o Campo do Santana) a Cinelândia (e o Passeio Público), as lojas (Americanas, Saraiva), os restaurantes (MC Donald's e os "pobrinhos" que ia nos dias de pobreza). Também mostrei por que não trabalho mais lá: Demoramos mais de duas horas na viagem de volta pra casa! Imagina isso todo dia! Não aguento.

Foi tudo muito bom! Quando cheguei em casa ainda fui em um aniversário de criança! Fala sério, é sempre bom, né?! Acho que estou feliz... E só.

Rs!

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Minha primeira coleção de livros em inglês


Já tem uma semana que sonhei que estava em Hogwarts e eu era o Harry Potter! Rsrsrs.. É sério! Não comam nada antes de dormir. É nisso que dá!
Foi um sonho legal, mas me lembrou a infância e adolescência, já que foi nessa época que eu era mais vidrado nos livros da saga do menino bruxo.

Quando acordei no dia seguinte, minha mente estava transbordando criatividade! Estou em um projeto de um livro que minha irmã está escrevendo e foi graças a esse sonho que amanheci inspirado. As ideias borbulhavam como nunca. Enquanto escrevia, acessei o site o Submarino que, de vez em quando, libera excelentes promoções de livros e tudo mais. Me deparei com a promoção de todos os livros da Série HP em inglês, por um preço que nunca imaginei (nem em sonho). Comprei na hora!


Os livros chegaram e, junto com eles a emoção! Sonho de infância... Sabe como é, né?! Só teve um problema: Eu não sei ler praticamente nada em inglês! Ainda mais os livros do Harry Potter que são em inglês Britânico! Fiquei admirando as capas, as ilustrações internas (que não tem nas versões brasileiras)! Nossa!! Parecia criança!

A única que parecia entender minha alegria foi minha sobrinha de 14 anos que gosta da história tanto quanto eu na idade dela.

Ter livros em inglês dá uma enorme sensação de poder, cultura e vontade de mostrar pra todo mundo! Agora, tudo o que falta é aprender a ler.

Fazer o quê, né? Ninguém é perfeito!

P.S.: Editei o Post com fotos que tirei com minha câmera nova!
As edições foram feitas no Photoshop e neste app que eu amo: Pixlr-o-matic.