quinta-feira, 30 de abril de 2015

Os filmes do feriado

No Post sobre a semana em que meus pais viajaram, eu falei sobre os filmes que assisti (entre pães de queijo e edredons) no feriado da semana passada, mas não havia mencionado quais filmes foram, mas fui encorajado por um amigo blogueiro (o Antonio, a quem me referi no Post anterior), e decidi atender ao pedido dele.

Eis os filmes do feriado!

GRAVIDADE



A primeira vez que ouvi falar desse filme foi em uma referência meio idiota feita neste vídeo do "Parafernalha" (no qual, por sinal, me a-ca-bei de rir). Mas, com certeza, não foi isso que me fez querer assistir "Gravidade", e sim dois fatores indiscutíveis: Sandra Bullock e George Clooney. Pra quem não sabe, eu tenho uma relação especial com os dois, que vão além das telas do cinema. É que eles são meus amigos pessoais, na minha imaginação. kkk.. Tá. Não teve graça.

O fato é que eu já sabia que esse seria mais um daqueles filmes que a gente não precisa ler a Sinopse pra saber do que se trata, pois pelo elenco já sabemos que é bom! E esse elenco é composto pelos dois, aliás, apenas pelos dois!

Admito que não se trata de um filme pra se assistir com sono, mas a história (que acontece quase toda no Espaço) me prendeu do início ao fim. Tem até aqueles típicos momentos dos filmes que eu adoro:



1. Aquela hora em que a gente pensa que é uma coisa e descobre que, na verdade, é outra.
2. Aquela hora em que a gente perde o fôlego, gritando pra personagem na tela: "Anda logo! Corre, sua idiota!" como se ela pudesse nos ouvir (Perdão, Sandra, querida!).

Cara! Quando as "letrinhas" do final do filme começaram a subir, eu estava com um sorriso de orelha a orelha. Feliz por ter assistido a um ótimo filme (desde um bom tempo).


GAROTA EXEMPLAR


Tá! Eu admito. Sou desses que julgam o livro/filme pela capa.

Quando eu vi o cartaz de "Garota Exemplar" no cinema da minha cidade e logo entrei na livraria, percebi que se tratava de mais um da série "livros que viraram filme". Mas a capa do filme (com a foto do Ben Affleck na frente, com cara de cachorro sem dono, e o céu ao fundo em destaque) pensei que fosse uma história de ação cheia de aviões e bang-bang.

A capa original do livro era simplesmente toda preta, com uns fios de cabelo na lateral. Enfim, errei gravemente em minha "dedução", que me levou a não querer assisti-lo no cinema e muito menos ler o livro.

Achei o filme perfeito! Bem daquele jeito que eu gosto [confira os itens 1 e 2 relatados no filme anterior]. Cara! É MUITO BOM! Mas, eu confesso que ficaria um pouco muito constrangido de assisti-lo em família. A classificação é 16 anos, e tem umas ceninhas "fortes".


OZ: MÁGICO E PODEROSO

Londrina - PR, março de 2014. Foi até lá que eu viajei enquanto assistia este filme. Isso, além de viajar nas origens de uma história que marcou minha infância: "O Mágico de Oz". Viajei para lá com um grupo de amigos (Não para Oz. Para Londrina.), ficamos hospedados em um hotel ao lado de um Shopping maravilhoso, e foi em uma daquelas noites que entrei no cinema para assistir ao meu 1º filme em 3D (Ah! E o cinema lá é baratíssimo!). Isso mesmo: "Oz, Mágico e Poderoso".

O fato é que tanto daquela vez em Londrina, quanto desta última vez em que o revi, no feriado, eu adorei conhecer de novo a lógica da história de "O Mágico de Oz" - a estrada de tijolos amarelos, o castelo das esmeraldas e até da Bruxa Malvada do Oeste ("pior que a que morreu").

Esse é um filme para a família!

O melhor de tudo foi que eu ainda ganhei de Bônus, um documentário incrível sobre o envolvimento de Walt Disney com as histórias de Oz.

Outro ponto positivíssimo é que na trilha sonora do filme tem uma música, "Almost Home", que eu amo desde antes de ele ser lançado, pois a Mariah Carey (intérprete da música, e minha cantora favorita, desde criança) lançou o videoclipe no seu canal VEVO pra divulgar o filme. E foi amor à primeira ouvida!

"Almost Home" - Mariah Carey (Single)

VALENTE


Adoro filmes de animação. Especialmente quando são da Disney! Já ouço falar de "Valente" há alguns anos, mas nunca tive como assistir. Se me lembro bem, acho que já o havia alugado uma vez, mas não tive tempo/paciência pra assistir filmes e o devolvi sem assistir.

Posso dizer que, infelizmente, não valeu a espera. A história não me atraiu muito, apesar de fugir do padrão em que a princesa de apaixona pelo príncipe, falar de magia e estar voltada para laços familiares (especialmente entre mãe e filha) - coisas que, naturalmente me atrairiam -, achei que deixou um pouco a desejar.

Um ponto que observei é que eles colocam a história que faz a gente entender o filme nos Extras do DVD. Cara, seria o mesmo que terem posto "O conto dos três irmãos" apenas nos Extras ao invés de no decorrer do filme do Harry Potter e as Relíquias da Morte. Conseguem entender?

Mas, as crianças lá de casa costumam gostar desse filme.

"O conto dos Três irmãos" - Harry Potter e as Relíquias da Morte

DE PERNAS PRO AR



Esse filme eu ganhei de brinde por ter alugado os anteriores e confesso que não sou muito fã de filmes que tratam de sexo do jeito que este faz. Sério, eu não consigo achar muita graça. E por isso, eu talvez não tenha gostado tanto. Ou então, pelo motivo de tê-lo assistido com muitas expectativas, pois uma amiga que assistiu disse que tinha se a-ca-bado de tanto rir, e eu esperei que o mesmo acontecesse comigo.


E, cara, depois de "Loucas pra casar", que também tem como protagonista a Ingrid Guimarães (que está dando mais certo depois que se "separou" da Heloísa Perissé [apesar de eu gostar das duas {separadas, é claro}]), é um filme sem comparação, que quase me matou de tanto rir, com aquela atuação da Fabianna Karla (e demais atores do elenco) e que, com certeza, vai ser difícil superar. O "De pernas pro ar", infelizmente, não chegou nem aos pés.




Foram esses os filmes que eu assisti.
Espero atualizar minha lista de desejados logo e ter paciência para ver novos lançamentos ao invés de procrastinar aqueles que eu quero assistir, mas não assisto.

Até mais ver!

6 comentários:

  1. Haha isso aí, eu pensei que seria uma lista totalmente diferente dessa, você me vem com esses filmes maravilhosos, alguns eu ainda não assisti, mas fiquei com muita vontade agora, acho que já sei o que vou fazer no feriado! Obrigado por atender o pedido :3

    ResponderExcluir
  2. a primeira vez que vi 'de pernas pro ar' eu quase parei no hospital. só não supera 'os normais', mas eu morro de rir sempre que assisto!

    meu, to com quase 21, mas ainda me sinto constrangida vendo 'ceninhas fortes' em família hahahaha da vontade de mudar de assunto, perguntar 'eai como foi o dia?'. fico nervosa hahahahaaa

    também julgo filmes pela capa e julguei muito bem o último que vi, o "Ela". já assistiu? se tornou um dos meus favoritos da vida!

    ps: adoro a sandra também ♥
    ps': seu blog tá nos meus favoritos! já tinha lido alguns posts e até segui pelo google friend conect, mas ainda não tinha comentado! obrigada pelas visitas lá no Pe-dri-nha ^-^

    ResponderExcluir
  3. Dos filmes que você mencionou, só não assisti a "Oz: Mágico e Poderoso". "Gravidade" eu assisti por indicação do meu irmão, "Garota Exemplar" foi depois de ter lido o livro no qual o enredo se baseia — e, como geralmente ocorre comigo, preferi a leitura. Ainda falando sobre "Garota Exemplar": ai, caramba, também passei um senhor constrangimento com ele! Tipo, por já ter uma noção do que aconteceria no decorrer das cenas, deixei a porta da sala fechada. Minha mãe chamou, pausei o filme, abri a porta... Só que, quando me dei conta, tinha pausado numa parte MUITO constrangedora: numa das primeiras cenas, sexo oral depois que a Amy e o Nick se conhecem. Pois é.

    O Único Jeito

    ResponderExcluir
  4. Douglas eu também me vi na mesma situação que você, gritando para a Sandra correr porque oh bixinha lenta (espero que ela nos perdoe. Nós te amamos Sandrinha <3). Acredito que Gravidade é aquele tipo de filme que você tem que ir assistir sem expectativas, porque de um certo modo, ele não é TUDO AQUILO. Eu nunca tinha visto um filme que se passasse no espaço então fiquei PASSADA ao ver que muitas coisas podem acontecer lá.

    Adorei o seu blog, apesar de só ter lido esse post. Você é bem espontâneo enquanto escreve e confesso que dei uma risadinha quando disse: "É que eles são meus amigos pessoais, na minha imaginação. kkk.. Tá. Não teve graça.". Parabéns pelo seu trabalho e agora vou começar a acompanhar seu blog.

    Beijos,
    Gabi.

    http://viagem-a-terra-do-nunca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O feriadão já passou, mas vou indicar um filme mesmo assim:
    Intocáveis, de 2011. Muito bom :)

    ResponderExcluir
  6. Desses filmes, só não vi Oz e Valente. Porém, concordo bastante com a sua impressão de Garota Exemplar e Gravidade, Douglas. São filmes de elevada qualidade que possuem direções primorosas, principalmente Gravidade. Eu não li Garota Exemplar, mas analisando apenas o filme devo dizer que a história é um pouco mirabolante e exagerada em alguns momentos, afastando-se da realidade a que se propõe, porém, esses momentos são esparsos e não ofuscam muito o suspense criado e a crítica escancarada à mídia sensacionalista.
    Em relação à De Pernas Pro Ar, eu vi no cinema e confesso que me arrancou poucas risadas, as comédias nacionais ainda precisam aprender muito com o humor non-sense e refinado britânico, por exemplo visto em "Na Mira do Chefe" e em todos os filmes do Monty Phyton. Achei esse De Pernas Pro Ar muito apelativo e constrangedor, não pelo tema, mas por tentativas fúteis de arrancar o riso.
    Abraços!!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!
Não esqueça de deixar o link do seu Blog para que eu possa retribuir a visita, ok?!