terça-feira, 21 de janeiro de 2014

23


Dentro de mim tem um adolescente. Não um adolescente qualquer. Ele está no auge de tudo o que tem para viver.

Não tenho síndrome de Peter Pan. Tenho é vivido a fase em que todo adolescente acha que já é um quase adulto e sonha em finalmente romper na vida, vivendo aquilo que sempre imaginou!

Ainda ontem, no facebook, alguém falou que gostaria de voltar dez anos no tempo, e eu pensei comigo: “Peraí! Há dez anos eu tinha treze... Não! Definitivamente, não queria voltar aos meus treze anos!”.

Eu estaria na 7ª Série, sendo zoado por quase todos na escola, alguém com muitos amigos mas que vivia trancado num quarto escuro: sua própria alma (como diz a canção). Um menino com medo de crescer e das responsabilidades que a vida poderia impor num futuro próximo.

Com esse histórico você pode pensar: “Cara, você tem síndrome de Peter Pan, sim!”. Só que não tenho, porque, aos 23 anos, eu não quero voltar à possível vida que eu teria aos treze, aos catorze, ou qualquer idade que eu pudesse ter! Pra falar a verdade, aos 23 eu não gostaria de voltar sequer aos 22! Porque tenho aprendido e conseguido viver de uma forma que a vida valha a pena ser vivida no hoje, pois meu passado valeu a pena já que o vivi intensamente, sem estar preso a outro momento senão aquele que eu estava vivendo ali.

O futuro? Nunca tive tanta certeza ou segurança sobre ele. Está completamente fora de qualquer possibilidade de previsão. Por isso eu o entreguei nas mãos de quem já o conhece: Deus! Ele é quem está lá (no futuro) me esperando, na linha de chegada e ao mesmo tempo aqui comigo, me dando forças para viver cada desafio do presente! Ele não se submete aos limites do tempo. Por que eu não confiaria n’Ele?

Hoje eu posso dizer que estou rompendo com meus medos, minhas inseguranças, incertezas e tudo o que possivelmente me prendia a possibilidade de frustração ou desventura. Estou sem medo de sonhar!

Pois é... É estranho fazer 23 anos.

Mas, se posso fazer uma promessa nesse dia é a promessa de viver enquanto estiver vivo.

Que meu passado produza em mim gratidão por tudo o que já vivi, porém que eu olhe para frente sempre, para a eternidade... que está logo ali.

Parabéns para mim!
Douglas ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Não esqueça de deixar o link do seu Blog para que eu possa retribuir a visita, ok?!