domingo, 5 de março de 2017

O que fizeram com a sua felicidade?


Ontem eu comentava com um amigo sobre algo que aconteceu comigo, recentemente.

Vinha de uma semana cansativa de trabalho e atividades extras. Muita correria, um cansaço mental e estresse que me faziam não render, não desfrutar dos melhores momentos do dia, não viver.

Na primeira oportunidade que tive, eu não planejei nenhuma festa, passeio ou filme na companhia de alguém (por melhor que a companhia pudesse parecer). Na verdade, eu estava tão acabado, que não tinha cabeça sequer para planejar algo. Eu estava ansioso pelo meu mais que merecido descanso, que finalmente chegara.

Lembro de ter dormido até tarde, ficado na cama, ouvido música, tomado vários banhos e voltado (novamente) para a cama, devo ter lido alguma coisa, escrito algo. Enfim, vivi um dia desconectado e isolado no que, para mim, havia sido um dia, acima de tudo, feliz. Eu me sentia preenchido pela minha própria vida, na simplicidade de viver o que eu precisava ter vivido naquele dia.

Meu grande erro, porém, foi, ao fim daquele dia, até então, maravilhoso, ter entrado numa maldita rede social chamada Facebook (alguém aí já ouviu falar dela?). Eu comecei a zapear a tela do celular, mesmo deitado, pouco antes de dormir o sono da noite, e vi fotos de pessoas sorridentes, acompanhadas de outras pessoas sorridentes, em praias, festas, passeios, ou até mesmo em casa, na piscina, tomando sol naquela tarde de verão que havia passado.


Lembro que, instantaneamente, uma sensação de descontentamento com minha própria vida tomou conta do meu interior. Meu coração entrou num estado de desagrado com meu próprio dia. Minha mente me dizia que "aquilo sim (o que via nas fotos) era viver, e não o que eu 'vivi' durante meu dia de descanso", e eu comecei a me entristecer por ter "desperdiçado" meu dia dentro do quarto.

Naquele momento um estalo me salvou do sono que tentou paralisar minha alegria pela minha própria vida, e eu repreendi a mim mesmo pela forma como estava me permitindo pensar. O meu dia havia sido maravilhoso, SIM! E eu não deveria comparar minha vida com a de outras pessoas.

O dia delas poderia, sim, ter sido maravilhoso em suas praias, passeios e amizades, porém, isso não significava que o meu dia longe do celular ou das lentes de uma câmera a divulgar minha alegria nas Redes Sociais, tinha feito com que minha vida fosse considerada medíocre e inválida.

O problema que nós, seres humanos, precisamos consertar em nós mesmos (e em mais ninguém), é esse: parar de comparar nossa vida com a vida das outras pessoas.

Como diz uma querida mentora, estamos tão felizes com a nossa TV de 14 polegadas, até chegar o caminhão das Casas Bahia na casa do vizinho, com uma TV de 42. Começamos a não gostar tanto assim da nossa, de 14.


Meu desafio diário é viver minha própria vida, ser feliz ao meu próprio jeito, proporcionar alegria às pessoas ao meu redor, e não ficar invejando (sim, invejando - porque essa é a palavra ideal para esse sentimento) a felicidade alheia.

Portanto, sejamos mais gratos pelo que temos, sem questionar o motivo de alguém aparentemente possuir mais do que nós. Porque viver esse tipo de vida que compara e compete, é uma triste maneira de viver.

Enjoy the day! Enjoy the life! Be happy! Carpe Diem!

Beijos
Douglas ;)

15 comentários:

  1. Ainda bem que você conseguiu colocar sua mente no lugar e ver que cada um tem um jeito!

    A felicidade está em momentos e talvez se você tivesse saído com pessoas (como as que viu no facebook) você não teria se sentido tão pleno como se sentiu ao fim do dia.

    Eu amo você!

    ResponderExcluir
  2. oie tudo bem, eu comecei ler e pensei que seria um post medíocre e entendiante que as pessoas fazem para atualizar o blog, me enganei!já me senti assim, eu estava na igreja e era vez de um menino que era lider de um grupo pregar, e ele falou em baladas e festa, no exato momento pensei, "amanhã é segunda, meu 'amigos' sobre o final de semana deles e como foi bom aquela bebidas e que eles tão muito loucos de felicidade" e eu pensei comigo mesma, eu vou ter que contar como foi meu fim de semana, que eu passei ele na igreja.

    Não que eu nãos goste da igreja eu me sinto muito feliz, completa, sabe e uma sensação indescritivel, não posso negar. Mas eles não iram gostar, até o menino que estava pregando dizer "- vocês estão aqui, porque lá não é o lugar de vocês" EURECAAAA, eu tenho a absoluta certeza que eles estão felizes e que se sintam completamente bem, mas eu tambem eu estou feliz, eu sei que a percepção de felicidade difere e muitooo, mas eu estava feliz onde eu estava, e mesmo sabendo que segunda feiraeu vou ter que dizer que eu estava na igreja, em vez de uma festa eu estava feliz, eu estava bem, e estava completa.

    Bizarro que eu ninca gostei de festa, e como você mesmo disse 'o dia deles poderiam ser maravilhosos,mas nada se compara que eu vivi'adptação minha hahaahah

    Parabens ein <3

    http://dosedestrelas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu fico maravilhada, com esse tipo de confissão. Mesmo q ela não aconteça em um blog como o seu, ou em redes sociais, ela é necessária. Por quantas vezes, isso também já não aconteceu comigo?! Muitas delas ao averso. Quando penso em publicar minhas fotos... todas elas! Rsrs E penso nas pessoas amigas, q de repente, estão passando por momentos difíceis. Ao contrário do seu caso. Em outros momentos, quando abro minha face pág, e me deparo com amigos q estão a se divertir em lugares lindos... Por muitas vezes eu administrei sim, os meus pensamentos. Coloquei em ordem as minhas emoções e fiz questão de compartilhar com alguém amigo, esse sentimento, q se alojado é capaz de causar sérios danos a nossa vida em todos os sentidos. Ser feliz nos pequenos momentos, nos simples detalhes da nossa vida. Acreditar q somos guiados por alguém maior do q nós. Que sabe os porque'S dos detalhes... Das pessoas q nos cercam... Do lugar em q nos encontramos... O melhor a fazer é, confiar e desfrutar das coisas q mesmo tão insignificantes aos olhares alheios, nos fazem felizes. Simples assim! Te amo!

    ResponderExcluir
  4. Rapaz, adorei o texto! Me identifiquei muito.
    Bom, no meu caso não é questão de um dia mas de meses que eu prefiro passar meu tempo livre dentro do quarto. Às vezes eu me pego pensando isso que você pensou ao ver as fotos das baladas incríveis e as viagens inesquecíveis que os outros fizeram mas depois eu chego à conclusão que eu fiz o que eu queria naquele momento. Descansei, li, bloguei, seja lá o que for, era o que eu queria naquela hora.
    Terei tempo para festas e viagens.
    Afinal muitos desses que se mostram tão felizes nas redes sociais nem são tão felizes assim :p

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Março você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  5. Douglaaaas. Adorei!
    Quando mais nova eu viva me comparando os outros. Simplesmente é horrível!
    Tem uma pesquisa que li, que fala sobre isso.
    O facebook deixa as pessoas mais triste É COMPROVADO!! E isso acontece pela nossa comparação, mesmo que seja feito de forma inconsciente.

    Adorei aqui.
    Vou ficar
    https://minhaformadeexpressao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Douglas eu amei este post! Eu vivia me comparando com as pessoas e só melhorou depois que fiz uma limpa no facebook!

    Beijão,
    Quase Mineira

    ResponderExcluir
  7. Primeiro: Adorei seu comentário haha

    E respondendo sua pergunta, aquela TAG "Coisas que eu jurava que.." Comecei recentemente e aquela foi a primeira postagem hahaha
    Com certeza Pode aderir hahah Sempre tem alguma coisa que a gente jurava e no final não era nada daquilo kk.

    ResponderExcluir
  8. Eu não conseguiria concordar mais! E infelizmente é assim. Mas acrescento mais. Talvez seu dia tenha, DE FATO, sido muito mais feliz do que todas as fotos de praias e passeios. Pois, eu sempre tenho um pé atrás com todas essas publicações. Na minha cabeça existe essa "falsa exposição de felicidade virtual". São raras exceções. Adorei a reflexão.

    E mais uma vez... obrigado pelo comentário no blog. Ter reconhecido a Lea. Já te colocou num lugar mais especial no meu coração! ♥

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir
  9. Já passei por esses dias também, e realmente parece que nesses momentos quando pensamos que a rede social vai nos ajudar a distrair, piora kkkk Mas penso assim tudo tem seu tempo, pode ser que para eles aquele momento era perfeito, porque era o momento certo de acontecer e para nos ainda e vai chegar este dia, enquanto não chega, vamos fazer o possível para transformar o que temos em algo bom, prazeroso e feliz para nós mesmo. E claro que gostariamos de ter aquela companhia, estar naquele lugar de sonhos, mas será que seria o momento para isso, será que não falta alguma coisa na gente para isso acontecer? É isso que penso quando posso por isso, que aconteceu comigo esses dias. E vi que ainda falta alguma coisa em mim para me fazer completa e feliz comigo mesma.
    Achei lindo a forma como você viu a situação, e refletiu pra si isso, não é todo mundo que tem essa habilidade e sensibilidade de avaliar o cotidiano da vida.
    Ah quero agradecer pelo seu comentário, Muito Obrigado mesmo e vim aqui retribuir e também acompanhá-lo 😊

    Beijo e até mais!
    // Senhorita Nerd.com //

    ResponderExcluir
  10. Olá, Douglas! Tudo bem?
    Gostei bastante do texto. Acho que enquanto estivemos vivos devemos buscar a felicidade, mas também saber vê-la na simplicidade de um sorriso e até mesmo um gesto simples, mas que muda o sentido de nosso dia. Acredito que a felicidade não é algo tão difícil de se encontrar, nós é que muitas vezes pendemos apenas para o lado pessimista da coisa. Adorei o texto e a menção a um dos meus filme favoritos, "Sociedade dos Poetas Mortos".

    Até mais. https://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Primeiro texto que eu leio no seu blog e já gostei do que vc escreveu bom o primeiro texto de muitos mais que eu vou ler, ameii tio Douglas continue escrevendo coisas legais da sua vida que eu vou sempre amar ler!!!!

    Bjjjs ;)
    Hagnes ;)
    https://verdeaguacombranco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Babe, isso que você disse é tão verdade:
    "Como diz uma querida mentora, estamos tão felizes com a nossa TV de 14 polegadas, até chegar o caminhão das Casas Bahia na casa do vizinho, com uma TV de 42. Começamos a não gostar tanto assim da nossa, de 14."

    Sim, infelizmente é exatamente isso que acontece com vários mortais e deixamos um pouco de curtir a nossa felicidade por causa de coisas como essas. Outra coisa que você disse que é a mais pura verdade é essa coisa de comparar a nossa vida com a dos outros. Isso nunca dá certo e geralmente só traz coisa ruim.

    Beijos, Douglas. Amei o post, como sempre 💙

    Supimpa Girl

    ResponderExcluir
  13. Ahhh Douglas!!
    Como já fiquei mal - diversas vezes - por este mesmo motivo.
    Como é aquele ditado? "A grana do vizinho é sempre mais verde"? Eu melhorei muito quando comecei a me desligar das redes sociais (principalmente elas, pois mostra uma vida que realmente não temos...) e a focar nos meus problemas apenas, sem ter que comparar sabe?

    Tem dado certo...
    MUITO certo rs

    ResponderExcluir
  14. Você ainda conseguiu parar e se repreender pelos pensamentos negativos, tem gente que não consegue / não tenta. Dificilmente comparo minha vida com o que vejo no facebook, acho muito superficial, quero dizer, todo mundo ta sempre feliz, tem sempre uma opinião formada sobre tudo nas redes sociais, e sabemos que não é bem assim. Enfim, só você sabe o que te faz bem e feliz. Então faça aquilo que quer, sempre <3

    Beeijos, Mari
    Pretty things

    ResponderExcluir
  15. Pois vivemos numa sociedade plastificada, "fake". Postamos apenas a "festa no Copacabana Palace" e ocultamos o "churrasquinho na laje". E assim vamos ajudando a construir uma falsa realidade e uma "felicidade" estática. Quando na verdade a vida é efêmera, há altos e baixos, momentos felizes e tristes. Tudo passa e tudo é transitório.

    Voltei a escrever, leia em: ogordodepijama.blogspot.com

    Beijos, Éverlley!!!

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!
Não esqueça de deixar o link do seu Blog para que eu possa retribuir a visita, ok?!